quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Carolina Herrera, Michael Kors e Marc Jacobs na semana de moda de New York.

Mais um dia com os desfiles da semana de moda em Nova Iorque para terminar. Alguns chamaram a minha atenção e eu selecionei para postar aqui no blog para que vocês possam acompanhar a semana de moda e ficarem sabendo o que estar por vir nas próximas temporadas. Muitas grifes trouxeram muita coisa semelhante, mas com visões e influências diferentes e algumas já estão pelas ruas. Nós já postamos aqui no blog as trends que foram vistas nas passarelas e que já foram muito usadas nas ruas pelas fashionistas. 

Carolina Herrera, que completa 35 anos da marca resolveu olhar para as coleções passadas e reviver alguns códigos da grife, tendo a mulher contemporânea em mente. A marca trouxe muitas peças com o jeans, saias volumosas, de cintura alto, com transparências, babados, listras (que também apareceram muito forte nas coleções mostradas nessa semana de moda) e brocardos nos vestidos. 



Michael Kors: o estilista traz a coleção primavera-verão com toques dos anos 40, como a cintura marcada e os ombros maiores... muitas, muitas estampas florais e listras, as mangas são bem longas, a gola das camisas são bem pontudas e os babados quase sempre nas mangas. 

E para o final o desfile mais divertido.. ever, marcado pelas plataformas gigantes, as cores psicodélicas e os dreadlocks coloridos!! Marc Jacobs foi buscar inspirações lá nos anos 90 e acabou tendo como resultado uma coleção bem futurista, colorida, com muito metalizado e bem com uma pegada rave. As peças de roupas têm muito, muito brilho, mangas bem volumosas, babados, algumas transparências e o animal print conta com o prateado. 

Então, o que acharam? Continuamos com esse tipo de post? Deixe aqui o seu comentário.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Os desfiles de tirar o fôlego da Marchesa e Oscar de La Renta.

Booom dia, meus amores!! A semana de moda em Nova Iorque aconteceu na semana passada e claro que eu acompanhei o quanto pude pelas redes sociais (ainda bem que elas existem e fazem com que a gente consiga acompanhar de maneira mais fácil) e aqui estão dois dos desfiles que eu mais gostei.

O primeiro é o da Marchesa, que vestidos de festa lindíssimos e de deixar qualquer um babando. A coleção contou com uma cartela de cores que passa pelo rosa, o azul-claro, roxo, prata, azul-escuro e preto. Os vestidos contaram com tecidos leves, babados, drapeados, bordados, metalizados, transparências, aplicações de flores, silhueta marcada, decotes e fendas. São vestidos fluidos e bem no estilo princesa. 



Oscar de La Renta também levou para as passarelas vestidos com tecidos leves e soltos, porém, mais bucólicos e despojados. Para o dia, os estilistas da marca usaram os opostos: o branco e as cores vibrantes, como o vermelho e o laranja. Ambas as cores prometem ser tendência nas próximas temporadas... já foram até vistas sendo muito usadas no street style durante a Fashion Week. Apesar de não contar com bordados, há a presença de babados e mangas esvoaçantes. 

Já para a noite... muito brilho com bordados, tecidos metalizados, saias volumosas, plumas e franjas.

Então, gostaram?

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Os looks e o estilo da Maria Júlia Coutinho: a Maju.

Boom dia, meus amores. Mais uma terça-feira com os looks e o estilo das famosas... já tá virando rotina aqui no blog e se você quer ver os looks e o estilo detalhado de alguma celeb, deixa um comentário aqui no blog. Quem sabe você não a vê aqui pelo blog qualquer dia desses. 

Hoje resolvi trazer os looks da Maria Júlia Coutinho, a moça da previsão do tempo no Jornal Nacional, apelidada carinhosamente de Maju por William Bonner. A gente sabe que a moça é super competente no trabalho: as informações do tempo são passadas de maneira clara e de fácil compreensão. Mas, não é apenas por isso que ela está aqui, ne?

Faz muito tempo mesmo que fico só observando os looks nas aparições dela do JN ou em qualquer outro jornal. As roupas sempre têm um detalhe e as cores são alegres e vibrantes. Se você quer saber como se vestir em um ambiente corporativo, cola na Maju que não tem erro. Aqui você vai conseguir várias inspirações de looks para o ambiente de trabalho. 

E para você ficar com ainda mais vontade de continuar lendo esse post, descobri que a Mari Saldanha, figurinista responsável pelos looks da Maju, inspirou-se na primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. Isso mesmo... na Michele Obama, que é considerada símbolo de sofisticação e elegância. Ela combina o clássico com o básico e confortável e sempre com muitas cores. Os braços torneados e cintura fina favorecem os vestidos, que são marca registrada da Maju. e as blusas com braços de fora. 

Como já disse lá em cima, os vestidos são marca registrada da repórter e quase sempre bem coloridos, mostrando que é possível levar cores fortes para o ambiente de trabalho desde que estejam em peças adequadas para tanto. 

Os vestidos são na altura do joelho ou um pouco acima dele. Sim... os vestidos podem ficar acima do joelho, mas cuidado pessoal. Olha a adequação!! Não se esqueçam que você está num ambiente de trabalho e que não dá para ir com mini vestidos. 

Eles são em sua grande maioria acinturados, mas nunca muito justos ao corpo, alguns tem recortes (como esse rosinha lindo) que dão um up na produção e também temos os vestidos bicolores. 

As saias também são super usadas pela repórter. Normalmente as combinações são com as clássicas camisas sociais e as saias lápis, que são sempre certeiras. Apesar de a aposta ser maior na combinação de cores fortes e alegres nas camisas ou saias, a Maju também faz combinações com diferentes tons como o azul mais fechado e o rosa não tão forte ou em looks monocromáticos. 

Aaaah.. outra coisa: é possível sim usar decote no umbigo, mas opte por aqueles que ficam na altura das axilas. Não dá pra ir ao trabalho com um decote lá no umbigo, eihn. 

E para terminar os looks que eu mais amo: as calças pantalonas e os macacões. Os macacões são sempre lindos, com cores fortes, acinturados e com a parte de baixo soltinha, como manda o figurino. Eu quero esse rosa pra mim!!! Rede Globo manda pra cá... nunca te pedi nada. ahaha..

Bom, meus amores. Espero que tenham gostado do post de hoje. Infelizmente não se encontra muitos looks da Maria Júlia na internet e com qualidade boa, mas acho que com essa seleção de looks vocês conseguem se inspirar, tirar muita ideia boa daqui e arrasar no ambiente corporativo. Tenham uma boa semana e fiquem de olho no blog que essa semana temos vários posts programados. 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

8 tendências vistas no street style da Semana de Moda em Nova York.

Bom dia, meus amores. Começando a semana já com dois posts no mesmo dia. O blog está um pouco atrasadinho com as postagens, porque apareceu um concurso e estou super estudando para ele. Mas vou tentar postar aqui com a maior frequência possível e deixar o mais atualizado possível. 

A semana passada aconteceu a semana de moda em New York, Estados Unidos, e já começou a de Londres. Estou conseguindo acompanhar tudo nos meus intervalos de estudo pelo periscope, snapchat e instagram. Ainda bem que essas redes sociais existem que conseguimos acompanhar os desfiles com maior facilidade. 

Hoje decidi fazer uma seleção dos looks de street style, a moda de rua. Com a semana de moda, muitos estudantes de moda, estilistas, bloggers estão circulando pela cidade e apostando em algumas tendências que estão sendo mostradas na passarela ou que já estão nas a certo tempo. É um ótimo termômetro para sabermos o que realmente vai bombar nas próximas temporadas. 

A primeira tendência que separei para vocês, que inclusive já falei aqui no blog, é o slip dress. Ele tem sido muito usado pelas fashionistas lá fora e durante a semana de moda não foi diferente. Só a blogger Mariah usou essa tendência três vezes. 

Esses vestidos que remetem às camisolas femininas podem ser usados de diversas maneiras (o link para o nosso post está ali em cima) e o mais usado tem sido com a sobreposição. A sobreposição tem sido feita com blusas, vestidos normais e mais comumente com o slip dress. 

Vamos falar melhor de cada tendência quando trouxermos os desfiles, mas se você não quer perder tempo... aqui no blog temos post com essas sobreposições

Essa tendência tem por conceito amenizar o sensual e apostar no lado cool dos looks. A camiseta por baixo traz status fashionista à produção e ameniza o decote, cobrindo o colo, unindo a moda com a funcionalidade. 

Outra tendência que promete é o uso de peças que remetem aos pijamas. Por aqui não tenho visto muito, mas lá fora algumas celebs têm arriscado como é o caso da Selena Gomez. E durante a semana de moda as bloggers brasileiras Mariah e Tássia Naves arriscaram nessa nova trend. 

É um tendência super ousada, com personalidade e divertida, que adorei vê-las usando, mas que eu não sei se seria capaz de usar. É o tipo de trend que você gosta ou odeia. 

Já a próxima trend já está sendo bastante usada nas ruas, já é possível encontrá-la nas vitrines brasileiras e foi super confirmada pelas fashionistas em Nova Iorque, mas que as brasileiras precisam tomar muito cuidado quando usar em saias, shorts e calças, porque ela aumenta o quadril e realça ainda mais as curvas. Já sabem do que estou falando, ne? É o metalizado. 

O metalizado tem ganhado cada vez mais adeptas e pode ser usado em peças de roupas, nas bolsas, sapatos, acessórios. É uma infinidade de opções e cores, apesar de estarem explorando bastante o dourado e o prateado. Se você quiser saber mais sobre essa nova trend e como usá-la é só acessar o post que temos aqui no blog. 

Outra trend que saiu das passarelas diretamente para as ruas imediatamente foi a camisa social desconstruída. Essas peças perderam o ar de "roupa de escritório" e ganharam uma cara renovada, desconstruída em vestidos, saias, croppeds, shorts, as camisas ombro a ombro. 

As camisas na versão vestido estão sendo uma super aposta e passa a ideia de camisa do boy. Os tecidos leves e claros ficam perfeitos para os dias de calor extremo e com um certo ar de sofisticação.

Agora... anota aí que essa trend está chegando aos pouquinhos e esse ano as fashionistas já estavam usando durante a semana de moda. São as trackpants, as calças com a ar mais esportivo e que muitas marcas têm adotado essas listras nas laterais. São ótimas para criar looks casuais-chiques.

Babados... muitos babados nas mangas das blusas, nos vestidos, nas calças, em tudo. Muitos estilistas apostaram nessa trend e que já foi vista nas ruas. 

E, para terminar: cores vibrantes, especialmente o vermelho, o amarelo e o laranja, lisos ou com estampas, inclusive, o amarelo promete ser a cor da próxima temporada. 

E assim terminamos o post de hoje, mas já já voltamos com mais posts com a semana de moda em New York. De qual tendência você gostou mais e que irá usar? 

Colorimetria básica: entendendo as numerações das tintas.

Bom dia, meus amores... já fiz alguns posts sobre o meu ruivinho aqui, mas hoje vamos ter um post que serve tanto para quem está com vontade de passar para o lado ruivo da força, quanto para quem quer ficar loira, ou para quem quer pintar de qualquer outra cor. 

No início da minha saga, antes mesmo de pintar, procurei muito sobre as tintas ruivas. Já falei muito sobre isso nos posts anteriores. É muito fácil se decepcionar ao pintar pela primeira vez com o acobreado e eu não queria passar por isso. Passei meses procurando as melhores tintas, olhando fotos das meninas, olhando o tom que eu queria, vendo as numerações... e se tem uma coisa que baratinou a minha cabeça foi a colorimetria. 

Nós nos encantamos com as cores que estão nas fotos ilustrativas das caixinhas, com as fotos das meninas na internet, mas nem sempre nosso cabelo vai ficar da mesma cor por causa de hidratação, textura dos fios, etc. Cada cabelo reage de uma maneira e, para chegar um pouco ao tom que queremos, é preciso entender o significado daqueles números nas caixinhas. Eles sempre foram uma incógnita para mim. Não tinha ideia do que significava um 7.4 ou 8.34, e isso era ainda pior porque nunca tinha pintado o cabelo. Tive que buscar aqui na internet o que esses números significavam para que eu pudesse escolher a minha numeração e não apenas pegar uma cor bonita e ir na sorte. 

Foi aí que comecei aprender sobre colorimetria capilar, que é o estudo das cores naturais do nosso cabelo e das modificações que podem ser feitas a partir do uso de variados tipos de cosméticos. Entender os números e as suas cores não é tão complicado, o problema é identificar realmente o tom do nosso cabelo e a partir daí fazer as contas para saber qual a numeração você tem que usar para atingir o tom que você tanto deseja.

Eu nunca identifiquei cem por cento a cor do meu cabelo. Eu achava que era um castanho escuro e um pouco queimado do sol, mas as pessoas que olhavam o meu cabelo brigavam falando que era um castanho médio. Olhando essa tabelinha aqui embaixo passo a acreditar que ele era um castanho médio, com reflexos um pouco dourados. 

As cores naturais dos cabelos são indicadas por números de 1 a 10, no qual o número 1 é o tom mais escuro e o 10 é a cor mais clara, ou seja, quanto menor o número mais escuro o tom e quanto maior o número mais claro. Essa é cor base e é o número que vem antes do ponto. Sabendo o que esse número significa fica mais fácil de atingir o tom que você deseja. 

1. Preto profundo; 2. preto natural; 3. Castanho escuro; 4. Castanho médio; 5. Castanho claro; 6. Loiro escuro; 7. Loiro médio; 8. Loiro claro; 9. Loiro claríssimo; 10. Loiro extra-claro. 
Então se na caixinha está dizendo que a cor é 8.34 significa que o tom base dele é o loiro claro. Os números que vem depois vamos falar daqui a pouquinho. Pode acontecer da cor ter dois números antes do ponto. Isso significa que a cor não é pura e há uma mistura de duas cores base.

Já os números que estão após o ponto remetem as nuances, aos reflexos, do cabelo, que são são pigmentos combinados ao tom natural para intensificar ou diferenciar a cor. É importante saber que elas não modificam as cores bases; elas apenas adicionam características diferentes.

As nuances também são organizadas em uma tabela, mas as cores dos reflexos são diferentes das cores bases. Elas vão do número 0 ao 7.

.0 é o natural (a base pura); .1 é o acinzentado; .2 é o violeta. .3 é o dourado; .4 é o acobreado; .5 é o acaju; .6 é o vermelho; .7 é o marrom. 
Uma tinta com numeração 7.4, portanto, é uma cor com base loiro médio e reflexos acobreados. Todavia, é possível ter dois números após o ponto, no qual o primeiro número será o reflexo principal (o que irá se sobressair mais) e o segundo será o reflexo secundário (aquele que reforça, intensifica ou modifica o reflexo principal.). 

Apesar de quase todas as marcas usarem esse padrão de numeração, é necessário prestar muita atenção na hora de comprar a sua tinta, já que algumas marcas usam numerações diferentes!! É o caso Igora, muito usada pelas ruivinha por ter uma excelente durabilidade e uma cor maravilhosa. Essa marca usa o número .7 como o acobreado.

Espero que esse post tenha ajudado muito vocês a entender como funciona as numerações das tintas e a conseguir identificá-las. Gostaram desse tipo de post? Deixe aqui o seu comentário e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais para acompanhar ainda mais as novidades.